TiSobest - Critérios para a Obtenção ou Renovação do TiSOBEST

CRITÉRIOS PARA A OBTENÇÃO OU RENOVAÇÃO DO TÍTULO DE ENFERMEIRO ESTOMATERAPEUTA – TiSOBEST – 2/2017.

A Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências (SOBEST) comunica, por intermédio do presente documento, que todos os enfermeiros que possuem o certificado de conclusão de Curso de Especialização de Enfermagem em Estomaterapia, obtidos por meio de universidades reconhecidas pelo Ministério da Educação e Cultura e Conselho Nacional de Educação, referendados pela Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST) e credenciados pelo World Council of Enterostomal Therapists (WCET), poderão submeter-se ao Concurso para Obtenção ou  Renovação do Título  de Enfermeiro Estomaterapeuta (TiSOBEST), segundo normas estabelecidas a seguir.

1. Dos objetivos

O Título de Enfermeiro Estomaterapeuta – TiSOBEST, é conferido pela Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST) e tem por objetivo distinguir e certificar o Enfermeiro, que concluiu o curso de especialização em estomaterapia, qualificando-o a exercer sua especialidade nas áreas hospitalar, ambulatorial, domiciliária, comercial, empresarial e de ensino especializado, validando sua capacitação profissional e competências técnico-científicas específicas, de acordo com os critérios estabelecidos e aprovados em Assembleia Geral Ordinária (AGO) da SOBEST, realizada em 25de setembro de 2009, que serão conduzidos pela Comissão de Titulação, eleita pela diretoria e aprovada em AGO.

2. Das Inscrições

As inscrições estarão abertas até três meses antes da realização do Concurso para Obtenção ou Renovação do Título de Enfermeiro Estomaterapeuta – TiSOBEST. Essas informações serão publicadas em edital de convocação, divulgado nos meios oficiais de comunicação da SOBEST.

§ 1º A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

§ 2º O requerimento de Inscrição deverá ser preenchido no site da SOBEST, impresso, assinado e encadernado junto com os demais documentos exigidos. Não serão aceitas inscrições via internet, ou seja, o fato de ter preenchido o formulário de inscrição via internet não confirma sua inscrição para o concurso.

§3º A inscrição será recebida exclusivamente e diretamente na Sede da Secretaria Permanente da SOBEST, situada a Rua Antônio de Godoy, 35 Conjunto 102 – Centro, São Paulo – SP CEP, 01034-001, das 09h00 às 18h00, ou por carta registrada (data de postagem até o último dia de inscrição), acompanhada de todos os documentos previstos, em ordem e devidamente encadernados. Toda documentação exigida deverá ser entregue no ato da inscrição. Não será aceita inscrição com documentação incompleta.

§ 4º O Memorial para avaliação de pontuação deve ser entregue no ato da inscrição. Não será aceita inscrição sem a devida comprovação dos documentos relacionados no Memorial.

2.1 Dos requisitos mínimos:

I – Possuir Diploma de Enfermeiro há, no mínimo, três anos (considerando-se a data de inscrição), expedido por Instituição reconhecida pelos órgãos oficiais brasileiros (Ministério da Educação e Cultura – MEC; Conselho Nacional de Educação – CNE).

II – Estar inscrito no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) de sua jurisdição, encontrando-se em pleno gozo de seus direitos.

III – Possuir certificado de conclusão de curso de Especialização em Enfermagem em Estomaterapia, reconhecido pelo MEC, referendado pela SOBEST e credenciado ou em credenciamento pelo WCET.

Parágrafo único. Somente serão aceitos certificados emitidos no exterior oriundos de cursos reconhecidos pelo WCET.

IV – Ser membro ativo da SOBEST há, no mínimo, dois anos consecutivos, tanto como membro pleno ou associado.

2.2 Dos documentos necessários

Para efetivar a inscrição o candidato deverá apresentar obrigatoriamente o Memorial e todos os documentos em cópia do original, devidamente encadernados, obedecendo à seguinte ordem:

I - Requerimento de inscrição, devidamente preenchido e assinado.

II - Cópia da Cédula de Identidade Profissional, emitida pelo Conselho Regional de Enfermagem de sua jurisdição.

III - Cópia da anuidade do Conselho Regional de Enfermagem de sua jurisdição, devidamente quitada (ano em vigência).

IV - Cópia do Diploma de Enfermeiro.

V - Cópia do Certificado de conclusão do curso de Especialização de Enfermagem em Estomaterapia.

VI - Uma foto 3X4 recente.

VII - Cópia dos comprovantes de pagamento da anuidade da SOBEST (dois últimos anos consecutivos).

VIII - Cópia do comprovante de recolhimento da taxa de inscrição para o Concurso para Obtenção ou Renovação do Título de Enfermeiro Estomaterapeuta – TiSOBEST, devidamente identificado com o nome do candidato.

IX - Declaração da instituição de trabalho do candidato (via original), comprovando o exercício profissional como enfermeiro, nas áreas citadas no item 1, ou cópia autenticada dos contratos de trabalho.

X – Memorial específico para as atividades voltadas para as áreas citadas no item 1, com comprovantes de todas as atividades citadas.

XI – Observações:

§1º A inscrição só será formalizada se o candidato atender às exigências estabelecidas neste Edital de Convocação. As inscrições realizadas fora do prazo estabelecido e aquelas com documentação incompleta ou fora dos critérios estabelecidos no item 2 serão indeferidas, mediante comunicação por meio eletrônico.

§ 2º Não haverá devolução do valor da taxa de inscrição, em qualquer circunstância.

3. Taxa de Inscrição

A taxa de inscrição para o concurso será aprovada em Assembleia Geral Ordinária (AGO) ou extraordinária (AGE) que preceda a prova.

4. Calendário do Concurso e Resultados:

I – O Concurso para obtenção ou renovação do TiSOBEST será composto de duas fases: Análise de Memorial e Prova escrita.

II – Análise do Memorial realizada segundo os critérios detalhados nos Critérios para Pontuação do Memorial, disponível no site da SOBEST.

Parágrafo único.  A análise do Memorial realizada por uma Comissão Julgadora do Título de Especialista em Estomaterapia, composta por Estomaterapeutas TiSOBEST com título de Doutor ou Mestre, designada pela Diretoria da SOBEST.

III – A Prova Escrita ocorrerá durante os Congressos Brasileiros de Estomaterapia ou em outros eventos nacionais da SOBEST.

Parágrafo único. A Prova Escrita será elaborada e corrigida pela Comissão Julgadora do Título de Especialista em Estomaterapia, composta por Estomaterapeutas TiSOBEST com título de Doutor ou Mestre, designada pela Diretoria da SOBEST.

IV – O resultado final do Concurso para obtenção ou renovação do TiSOBEST serão comunicados e certificados durante o referido evento, ou enviados posteriormente aos inscritos por meio de correspondência eletrônica.

V – A publicação do nome dos Titulados no site da SOBEST acontecerá em até 30 dias após a finalização do referido concurso.

5. Critérios de Aprovação:

I – Análise de Memorial: a pontuação máxima da avaliação é 60 pontos.

§ 1º O candidato que obtiver 50 pontos, na análise Memorial será considerado APROVADO e estará dispensado da 2ª fase – Prova Escrita, obtendo automaticamente o TiSOBEST.

§ 2º O candidato que obtiver entre 21 e 49 pontos na análise do Memorial estará HABILITADO automaticamente para participar da 2ª fase – Prova escrita.

§ 3º O candidato cuja pontuação obtida na análise do Memorial for igual ou inferior a 20 pontos estará DESABILITADO a participar da 2ª fase – Prova escrita.

II - Prova Escrita: a pontuação máxima da prova é 40 pontos.

III – O candidato que submeter-se a ambas a fases – Análise do Memorial e Prova Escrita – a pontuação final será obtida por meio da soma aritmética, dos respectivos resultados, sendo considerado APROVADO aquele que obtiver um total de 60 pontos.

6. Análise de Memorial

I – Na avaliação do Memorial são considerados somente os documentos que comprovam atividades que têm relação direta ou aplicação à área de Estomaterapia, sendo que essa avaliação é prerrogativa da Comissão de Titulação.

§1º Não serão aceitos, ou seja, considerados para fins de pontuação registros feitos à mão nas cópias que documentam o Memorial.

§2º Não serão aceitos, ou seja, considerados para fins de pontuação registros rasurados nas cópias de documentos comprobatórios anexados ao Memorial.

II – O material deve ser organizado de forma que cada bloco tenha a lista de documentos, numerados e acompanhados das cópias dos documentos comprobatórios, também numeradas para identificação. O candidato poderá usar o template para elaboração do Memorial disponível no site da SOBEST.

III – Quando o candidato não tem qualquer documento em determinado item, deve incluir uma folha com o nome do item e escrever Nenhum Documento.

IV – A pontuação de cada bloco está definida nos Critérios para Pontuação do Memorial, disponível no site da SOBEST.

V – O Memorial deve será ser preparado, segundo os critérios pré-estabelecidos descritos a seguir:

§1º BLOCO 1: Identificação do candidato – nome completo (sem abreviaturas), data e local de nascimento, endereço residencial e comercial completo (incluindo CEP), endereço eletrônico, telefone fixo (residencial e comercial) e celular, data e local de conclusão do curso de graduação em Enfermagem, número de inscrição no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) e Jurisdição, número do Documento de Identidade com data e órgão expedidor e CPF.

  1. Anexar a cópia do Requerimento de Inscrição

§2º BLOCO 2: Tempo de atuação como enfermeiro, com comprovante em impresso timbrado da instituição, assinado pela chefia do serviço, ou da área de recursos humanos.

§3º BLOCO 3: Cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado, pós-doutorado, livre docência e titular).

  1. Excluir o curso de especialização em estomaterapia da pontuação (condição para fazer o referido concurso).
  2. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos diplomas ou certificados.

§4º BLOCO 4: Tempo de atuação, como enfermeiro, nas áreas de estomaterapia, com comprovante em impresso timbrado da instituição e assinado pela chefia do serviço ou da área de recursos humanos, ou ainda, com cópia autenticada dos contratos de trabalho.

§5º BLOCO 5: Participação como ouvinte de eventos em estomaterapia, tais como: congressos, simpósios, jornadas, encontros, seminários, entre outros. Caso não conste a carga horária no referido documento, serão consideradas 8 (oito) horas/dia por evento.

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.

§6º BLOCO 6: Participação como ouvinte em cursos de extensão e atividades de capacitação em estomaterapia, presenciais ou à distância, tais como: difusão, aprimoramento, aperfeiçoamento, capacitação, residência, com carga horária mínima de 8 (oito) horas.

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.

§7º BLOCO 7: Participação como ouvinte de eventos em geral, desde que em áreas relacionadas à estomaterapia, com carga horária mínima de 4 (quatro) horas.

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.

§8º BLOCO 8: Participação como palestrante/ministrante/membro de mesa em atividades educativas, teóricas e/ou práticas, em eventos científicos, cursos/disciplinas de graduação e pós-graduação e outros eventos, bem como membro em comissões científicas, divulgação e social, tanto em estomaterapia como em áreas afins.

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.

§9º BLOCO 9: Apresentação de trabalhos científicos (em estomaterapia e áreas relacionadas) em eventos, como autor.

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.
  2. Quando não houver certificação, anexar cópia da página do programa do evento onde conste os dados referentes à apresentação.

§10º BLOCO 10: Publicações, patentes, premiações, grupos de pesquisa e avaliações de trabalhos de conclusão de curso, monografia, dissertação e tese (em estomaterapia e áreas relacionadas). Publicações em periódicos de artigos na íntegra ou resumos. Publicação em periódicos de editorial, comentários ou mensagens de presidência. Publicação de capítulo em livro técnico-científico. Publicação de livro técnico-científico, completo ou como organizador/coordenador. Publicação de resumos ou artigos na íntegra em anais/ programas, em também publicações em boletins, revistas não científicas, jornais.

  1. As publicações devem ser listadas em ordem cronológica, no estilo Vancouver, e anexadas às cópias da primeira página da publicação.
  2. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.
  3. Cópia da declaração ou ata de defesa ou declaração de participação em bancas examinadoras (trabalho de conclusão de curso, monografia, mestrado e doutorado).
  4. Considerar como “Nacional” as publicações em periódicos não indexados.

§11º BLOCO 11: Atividades de coordenação de cursos de extensão, seminários, jornadas, simpósios, encontros, reuniões científicas. Coordenação de comissões científica, social e divulgação em congressos. Presidência/Coordenação de congressos nacionais e internacionais. Coordenação de curso de especialização (lato senso). Coordenação de disciplina de pós-graduação (estrito senso). Editor ou membro de conselho editorial de periódicos nacionais e internacionais (por periódico).

  1. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados.

§12º BLOCO 12: Atuação como membro ativo e em cargos – gestão completa ou incompleta – em órgãos de natureza científica na área de estomaterapia (como SOBEST, WCET, ICS, AAWC, WOCN, etc.) ou clínica (serviços, comissões e grupos institucionais de estomaterapia).

  1. Para atuação como membro ativo, excluir a SOBEST.
  2. Cópia frente e verso, se houver, dos respectivos certificados, declarações, cartas, ofícios e cartões de membro.

7. Prova Escrita

As 80 (oitenta) questões objetivam avaliar o conhecimento e a compreensão dos diversos aspectos da assistência de enfermagem em Estomaterapia (estomias, feridas e incontinências urinária e anal, fístulas, tubos e drenos, desenvolvimento profissional e bioética), a habilidade de aplicação clínica e a síntese das informações.

7.1 Da organização da prova escrita:

§1º Constará de cem questões de múltipla escolha, valendo 0,5 (cinco décimos) ponto cada uma.

§2º Haverá uma só resposta para cada questão da prova, dentre as opções apresentadas.

§3º O candidato deverá assinalar as suas respostas no gabarito à caneta, sem rasuras.

§4º Para fins de correção serão consideradas apenas as respostas assinaladas no gabarito.

§5º Na correção do gabarito da prova será atribuída nota 0 (Zero) à questão, nas seguintes situações:

  1. Erro na alternativa assinalada.
  2. Com mais de uma opção assinalada.
  3. Sem qualquer opção assinalada.
  4. Com emenda ou rasura.
  5. Assinalada à lápis.

§6º Será eliminado do concurso o candidato que:

  1. Ausentar-se do recinto da prova sem permissão ou praticar ato de incorreção ou descortesia para com qualquer examinador, executor e seus auxiliares incumbidos da realização da prova.
  2. Utilizar quaisquer fontes de consulta não autorizadas.
  3. For surpreendido em comunicação verbal, escrita ou por gestos com outro candidato.
  4. Quebrar   o   sigilo   da   prova   mediante   qualquer   sinal   que   possibilite   a identificação. 
  5. Não devolver o gabarito.
  6. Ausentar-se do local da prova, sem o acompanhamento do fiscal, após ter assinado a lista de presença. 
  7. Deixar de assinar a lista de presença, a prova e o gabarito.
  8. Utilizar processos ilícitos ou imorais na realização das provas, segundo se comprovar posteriormente, mediante análise por meio eletrônico, estatístico mecânico, visual ou grafotécnico. 
  9. Entrar no local de aplicação da prova portando telefone celular, BIP ou quaisquer outros meios que sugiram possibilidade de comunicação.

7.2. As 80 (oitenta) questões abrangerão conhecimentos relacionados a anatomia e fisiologia, fisiopatologia, prevenção, tratamento, reabilitação e desenvolvimento profissional, nos seguintes temas:

I - Prevenção e Tratamento de feridas (24 questões): úlceras diabéticas e vasculogênicas; feridas operatórias (deiscências e fechadas); lesões por pressão; queimaduras; feridas neoplásicas malignas; feridas tropicais; drenos e cateteres; qualidade de vida; sexualidade; reinserção social e outros.

II - Estomias (24 questões): traqueostomias e laringectomias; colostomias, ileostomias e urostomias; gastrostomias, jejunostomias e gastro-jejunostomias; fístulas; qualidade de vida, sexualidade; reinserção social e outros.

III - Incontinência Urinária (12 questões): disfunção vesical de origem neurológica (bexiga neurogênica), incontinência urinária de esforço, urge-incontinência, incontinência mista; enurese noturna; qualidade de vida; sexualidade; reinserção social e outros.

IV - Incontinência Anal (12 questões): incontinência anal, constipação intestinal; lesões traumáticas; malformações congênitas; doenças adquiridas; causas psicogênicas (encoprese); qualidade de vida; sexualidade; reinserção social e outros.

V – Desenvolvimento Profissional (08 questões): organização de serviços; protocolos; padrões e normas de assistência; educação permanente; ensino e outros.

7.3. As referências bibliográficas que embasam a prova escrita, está à disposição no site da SOBEST.

7.4. Tanto o conteúdo programático da prova escrita quanto a respectiva bibliografia de referência serão mantidos atualizados.

7.5. Procedimentos relacionados a prova escrita:

§1º Para ser admitido na sala de prova, o candidato deverá estar munido do documento de identidade original, com foto, sendo aceita cédula expedida por conselhos ou documentos expedidos por órgãos oficiais, que tenham força de documento de identificação e caneta esferográfica preta, lápis e borracha.

§2º O documento de identificação deverá estar em perfeita condição, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato (fotografia e assinatura).

§3º Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos que impossibilitem a identificação do candidato, bem como a verificação de sua assinatura.

§4º O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de 1 (uma) hora. Não será permitida a entrada do candidato após o início da mesma, isto é, após a entrega dos cadernos de questões.

§5º O candidato só poderá sair do local da prova após 1 (uma) hora do início da mesma.

§6º Não será permitido uso de aparelhos de telefonia celular ou qualquer outro equipamento de comunicação, nem computadores, calculadoras e equipamentos eletrônicos.

§7º Não será permitido a qualquer candidato fazer a prova fora do dia, do horário ou do local divulgados.

§8º Não haverá, sob qualquer pretexto segunda chamada nem justificativa de falta, sendo considerado eliminado do concurso o candidato que faltar a prova.

§9º O candidato poderá trazer água ou outros líquidos, bem como alimentos prontos (petiscos, chocolates, balas) para serem consumidos durante a prova.

8. Revalidação do TiSOBEST

Para a revalidação do TiSOBEST, o titulado deverá submeter-se a novo concurso a cada 6 anos.

8.1. Por ocasião da revalidação, para os blocos 4 a 12 serão considerados apenas os documentos referentes às produções dos últimos seis anos do candidato, contados a partir da data da titulação anterior.

Parágrafo único. O candidato com o TiSOBEST vencido há mais de 6 (seis) anos deverá apresentar os documentos referentes à produção dos últimos seis anos.

8.2. O candidato à revalidação deverá manter-se como membro ativo durante todo o período de validade do título. Em caso de inadimplência, deverá regularizar sua situação para efetivação da inscrição.

Parágrafo único. Estar como membro associado/pleno ativo da SOBEST nos dois últimos anos consecutivos.

8.3. A pontuação a ser considerada será a mesma descrita nos critérios de pontuação.

8.4. A Comissão de Titulação da SOBEST apresentará as informações pertinentes por ocasião da revalidação dos títulos.

Área do Associado